Topo
pesquisar

Stand By e a questão ambiental

Geografia

Relevante recurso para facilitar o uso de aparelhos domésticos, o outro lado do Stand by pode não ser tão bom assim, o seu uso pode ter sérias consequências com relação à questão ambiental.
PUBLICIDADE

Stand By é uma expressão da Língua Inglesa que significa “em espera”, “de prontidão”, “de sobreaviso”. É um tipo de tecnologia criada para ser implantada em televisores, aparelhos de micro-ondas, aparelhos de som e DVD, entre outros. O seu objetivo é promover a facilidade na vida cotidiana daqueles que consomem esses produtos, uma vez que o processo de uso e religamento dos aparelhos é facilitado através desse recurso. Exemplo: basta usar o controle remoto para ligar a TV, sem a necessidade ir até ela, ligar na tomada e apertar qualquer botão.

Entretanto, há que se admitir que essa função é responsável também pelo não desligamento total dos produtos eletrônicos. Sendo assim, esses produtos, mesmo desligados, continuam consumindo e desperdiçando energia.

Por esse motivo, existem muitas discussões sobre a relação do stand by com a questão ambiental, uma vez que a produção de energia pode intensificar o processo de poluição e agressão ao meio ambiente e, consequentemente, provocar o aumento das temperaturas do planeta e intensificar alguns problemas ambientais, como o efeito estufa e o aquecimento global.

No contexto desse debate, existem os argumentos que buscam ressaltar a pequena quantidade de energia utilizada durante o modo stand by. Os defensores do seu uso alertam que o modo stand by, por mais que consuma certa quantidade de eletricidade, está longe de contribuir de modo significativo para o excesso de desperdício de energia e para a ocorrência de problemas ambientais.

Entretanto, existem estudos que revelam que o modo stand by pode sim ser um vilão. O problema se intensifica, sobretudo, pelo crescimento de produtos eletrônicos que adotam essa tecnologia, bem como pelo aumento do consumismo em todo o mundo. Assim, percebe-se a existência de verdadeiras casas conectadas 24h/dia, consumindo uma alta quantidade de energia que não é aproveitada.

Um exemplo é o aparelho de TV que, quando ligado, pode consumir cerca de 90W; entretanto, com o aparelho desligado, o modo stand by consome cerca de 20w. Outro exemplo mais sério é o caso dos micro-ondas que, durante um ano, consomem mais energia quando estão desligados do que exercendo suas funções.

O micro-ondas é um dos aparelhos que mais consomem energia no modo stand by
O micro-ondas é um dos aparelhos que mais consomem energia no modo stand by

Cientistas apontam que a melhor alternativa, no entanto, não é a de extinguir o stand by dos aparelhos elétricos, mas sim desenvolver melhor a tecnologia em prol da redução do consumo de eletricidade. A meta a ser atingida é a de 1W por hora no modo stand by para proporcionar um equilíbrio entre conforto e economia. Até lá, o mais recomendado é desligar todos os aparelhos das tomadas quando não utilizados e evitar o desperdício de energia.


Por Rodolfo Alves Pena
Graduado em Geografia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PENA, Rodolfo F. Alves. "Stand By e a questão ambiental"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/geografia/standby-x-aquecimento-global.htm>. Acesso em 18 de novembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA