Topo
pesquisar

Satélite brasileiro

Física

PUBLICIDADE

O primeiro satélite brasileiro projetado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) completou, em 09 de fevereiro de 2011, 18 anos em pleno funcionamento e com exatas 94.994 voltas ao redor da Terra.

Foi lançado em 1993 pelo foguete americano Pegasus, dando início à operação do Sistema de Coleta de Dados Brasileiro, que agora é chamado de Sistema Nacional de Dados Ambientais (Sinda).

Seu sistema é baseado em satélites de órbita baixa, retransmitindo várias informações ambientais, recebidas de inúmeras plataformas de coleta que estão espalhadas pelo Brasil, a um centro de missão.

O sistema do SCD -1 fornece dados para pesquisas na área meteorológica e climática, estudo químico da atmosfera, controle da poluição e avaliação do potencial de energias renováveis.

Sinda

O satélite capta os sinais enviados pelas plataformas de coletas de dados, que estão instaladas em diversas localidades, e envia para central de recepção e processamento do INPE, que está localizada na cidade de Cuiabá (MT). Posteriormente, esses dados são envidados para o INPE Nordeste, o centro regional do Instituto, que está localizado em Natal (RN), onde são processados e distribuídos aos usuários.

Atualmente, o sistema é formado por dois satélites, SCD -1 e SCD – 2, que foi lançado em 1998.

Por Domiciano Marques
Graduado em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Domiciano Correa Marques Da. "Satélite brasileiro"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/satelite-brasileiro.htm>. Acesso em 01 de maio de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA