Topo
pesquisar

Meia-Vida

Física

A meia-vida de um elemento radioativo consiste no tempo em que uma amostra desse elemento leva para reduzir-se à metade.
PUBLICIDADE

A meia vida de um elemento radioativo é o intervalo de tempo em que uma amostra deste elemento se reduz à metade. Este intervalo de tempo também é chamado de período de semidesintegração.

À medida que os elementos radioativos vão se desintegrando, no decorrer do tempo, a sua quantidade e atividade vão reduzindo e, por consequência, a quantidade de energia emitida por ele, em razão da radioatividade, também é reduzida.

Uma característica interessante dos elementos radioativos é que em virtude da desintegração que eles sofrem, a massa que eles possuem é reduzida; nos períodos de semidesintegração, a massa é reduzida pela metade, deixando ainda a outra metade por se desintegrar, que também passará pelo período de semidesintegração e assim sucessivamente. E este processo vai acontecendo repetidamente de tal forma que a massa é reduzida, mas nunca chega a ser zero.


Relação massa – meia-vida

M = massa residual (kg)
Mo = massa inicial (kg)
X = quantidade de meias-vidas

A expressão citada anteriormente permite-nos perceber que os elementos radioativos duram eternamente.
 


A insegurança com relação ao césio 137 (responsável pelo acidente
nuclear em Goiânia) pode estar associada à sua infinidade.

Por Frederico Borges de Almeida
Graduado em Física
Equipe Brasil Escola

Física Moderna - Física - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ALMEIDA, Frederico Borges De. "Meia-Vida"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/meiavida.htm>. Acesso em 27 de julho de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA