Topo
pesquisar

Torricelli

Física

Torricelli fez vários estudos e descobriu uma fórmula que calcula a velocidade final de um corpo sem o intervalo de tempo do movimento.
PUBLICIDADE

Nascido em 1608, em Faenza, Itália, Evangelista Torricelli estudou em uma escola jesuíta. Aos dezenove anos inscreveu-se na Universidade de Roma, onde estudou matemática sob a orientação de Benedetto Castelli. Teve como amigos de classe futuros matemáticos de fama, como Cavalieri e Ricci. Torricelli teve influências de grandes estudiosos como Galileu, do qual foi secretário e discípulo. Anos mais tarde, Galileu morre e seus discípulos se dispersaram rapidamente.
Torricelli quis partir da vila onde seu mestre morrera, mas sua fama não o deixou. O Grão-Duque da Toscana nomeou-o matemático da corte, tornando-se sucessor de Galileu na cátedra de matemática da Universidade. Muitos estudos de Torricelli não sobreviveram, pois precediam ao período toscano, época na qual ele produziu pouca coisa e sob a forma de apontamentos desordenados e frequentemente incompreensíveis e desconexos.

O surgimento de novas ciências experimentais tais como a física, a astronomia e as suas aplicações, a hidráulica e a balística, levou os estudiosos a resolverem novos problemas, problemas estes até então inexistentes. Torricelli fez vários estudos, entre eles o estudo sobre o movimento de projéteis e problemas de geometria. Na área da matemática fez grandes avanços, chegando a descobrir uma fórmula que pode calcular a velocidade final de um corpo, sem que se conhecesse o intervalo de tempo do movimento do mesmo. Essa equação pode ser escrita da seguinte forma:

V2 = V02 + 2αΔs

Onde:
V é a velocidade final;
V0 é a velocidade inicial;
α é a acleração;
ΔS é a variação do deslocamento do corpo.


A equação descrita acima é uma equação utilizada para a resolução de problemas de movimento uniformemente variado (MRUV). Mas essa é uma equação que surge a partir de duas outras equações que também podem ser utilizadas na resolução de problemas de MRUV. Seguem abaixo as equações:

s = s0 + v0t + (αt2/2) (I)
v = v0 + αt (II)

Lembrando que para o MRUV a aceleração é constante e diferente de zero (α≠0). Juntando as equações I e II, descritas acima, podemos chegar à equação descrita por Torricelli.

Por Marco Aurélio da Silva

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Marco Aurélio da Silva. "Torricelli"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/equacao-torricelli.htm>. Acesso em 07 de dezembro de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA