Topo
pesquisar

Aumento linear transversal

Física

A posição, a altura de um objeto e sua respectiva imagem formada por uma lente esférica podem ser determinadas através da equação do aumento linear transversal.
Formação da imagem i de um objeto O por uma lente esférica convergente
Formação da imagem i de um objeto O por uma lente esférica convergente
PUBLICIDADE

Sabemos que as lentes estão constantemente inseridas em nosso cotidiano, por exemplo, nos óculos, nas máquinas fotográficas e em diversos instrumentos ópticos. Sendo assim, podemos definir lentes esféricas como sendo todo sistema óptico constituído de três meios homogêneos e transparentes.

As posições e as alturas do objeto e da sua respectiva imagem são determinadas através das mesmas equações já estudas nos espelhos esféricos. Sendo assim, de modo análogo ao procedimento adotado nos espelhos esféricos, a equação do aumento linear transversal pode ser determinada com base em relações de semelhança de triângulos, no processo de formação de imagens pelas lentes.

Vejamos a figura acima: ela nos mostra um objeto linear MN e sua correspondente imagem M’N’, ambos transversais em relação ao eixo principal, para uma lente esférica delgada, obtida a partir do método gráfico.

Os triângulos em destaque MNO e M’N’O são triângulos semelhantes. Portanto, temos:

Por definição, a relação

é o aumento linear transversal, ou a ampliação. Sendo assim, temos:


Por Domiciano Marques
Graduado em Física

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SILVA, Domiciano Correa Marques da. "Aumento linear transversal"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/fisica/aumento-linear-transversal.htm>. Acesso em 22 de novembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA