Topo
pesquisar

Sexo e Profissões

Educação

PUBLICIDADE

É engraçado como algumas profissões estabelecem perfis para os alunos que as procuram, principalmente quanto ao gênero (masculino ou feminino), chegando a se ter numa mesma sala de aula, que todos os estudantes sejam do mesmo sexo. Isso ocorre porque cada gênero se identifica mais com as profissões que atendam a esses perfis.

Normalmente em cursos como engenharia civil e informática é que isso acontece, pois estão mais voltados para homens enquanto pedagogia ou letras aparecem mais ligados às mulheres.

Se você é um desses alunos que se identifica com uma profissão, mas que a maioria dos estudantes dessa área é do sexo oposto, não se assuste, pois você já será um grande diferencial, mesmo na época dos estudos. Porém, é bom saber que entre tanta modernidade, ainda existe preconceito. Se sua escolha estiver voltada, decididamente, para isso, não se intimide e enfrente a difícil batalha.

Na verdade, nenhuma profissão é fácil de ser encarada no início, mas correr atrás dos seus sonhos é o que realmente valerá. Estudar e se dedicar para exercer a profissão com muita qualidade é o que importa, o mercado de trabalho está sempre aberto para os melhores profissionais e, com certeza, você conseguirá o sucesso.

Os próprios professores manifestam preconceitos. Alguns são mais exigentes com esses alunos e sempre questionam sobre tal escolha profissional.

Na área da educação, mais precisamente voltada para crianças, os professores universitários, muitas vezes, não acreditam que os alunos do sexo masculino terão jeito para lidar com as crianças, principalmente se estas forem muito pequenas. Associam a profissão com o lado maternal que as mulheres possuem, o que é um erro, afinal, o profissional não deve ser colocada no lugar dos pais.

Por outro lado, na área de engenharia as mulheres são vistas como incapazes diante de tantos cálculos, fazendo com que os professores sejam mais exigentes com as mesmas. Algumas dizem que enquanto seus colegas apenas praticam os exercícios, os professores fazem com que elas provem como chegaram a alguns resultados e exigem explicações mais precisas.

Mas da sociedade as mulheres sofrem menos preconceitos, pois a luta pela sua entrada no mercado de trabalho é político-social, está estabelecida há anos, enquanto que o homem tem que comprovar sua masculinidade, sendo a profissão uma forma de se fazer isso.

Uma boa opção é abrir o leque existente em cada profissão: na pedagogia alguns cargos já são mais aceitos, quando executados por homens, como pedagogia empresarial ou hospitalar e ainda as funções que lidam diretamente com os adolescentes, bem como os cargos de gestão. Já na engenharia, o trabalho feminino fica mais voltado para a área de pesquisa.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

Veja Mais!
Sustentabilidade
Profissões que atuam em defesa da natureza promovendo recursos para o futuro

Educação - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

BARROS, Jussara De. "Sexo e Profissões "; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/educacao/sexo-profissoes.htm>. Acesso em 30 de julho de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA