Topo
pesquisar

Férias Escolares – Quanto Custa?

Educação

PUBLICIDADE

Bem antes da chegada das férias escolares, as crianças conversam sobre o que farão no período de descanso. Porém, sem noção do valor real do dinheiro, fazem planos para aproveitarem ao máximo os trinta dias sem aula.

Mas você já parou pra pensar quanto custa manter as crianças dentro de casa num período tão longo? Não dá para contar apenas com a ajuda da televisão e da internet, é preciso muita criatividade para divertir crianças e adolescentes, sem contar o tempo de dedicação aos mesmos.

O melhor a fazer é sentar com a criança e combinar as atividades que poderá fazer em cada dia, como: passeio em parque de diversão, clube, colônia de férias, cinema, teatro, circo, shopping center, lanchonetes e restaurantes, jogos eletrônicos, passeios ecológicos, dentre vários outros.

Recentemente, uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas sobre as férias de julho, concluiu que os valores de lanches e passeios subiram cerca de 6,5%, ao mesmo período de 2008, o que representa um acréscimo de R$65,00 para quem ganha mil reais.

A pesquisa revela que os principais acréscimos estão nos ingressos de teatro, cerca de 14%, na salsicha e no refrigerante, aproximadamente em 12%, e nas hospedagens de hotéis, variando entre 8% e 12%.

O recorde no preço caro é a pipoca dos cinemas. Pagando-se inteira em um ingresso, o preço é de R$15,00 em finais de semana (dia de semana cai para R$8,00); com a pipoca e um refrigerante, a despesa vai para R$26,50, isso só para o adulto que leva as crianças, ou seja, dependendo do número de filhos, os valores podem chegar a mais de oitenta reais, em uma única tarde.

Por outro lado, passeios em zoológicos são muito divertidos, gastam o tempo e os ingressos são bem em conta, cobrados apenas para a manutenção dos locais. Os valores cobrados variam de R$10,00 para adultos e R$5,00 para crianças. Porém, a pipoca nesse local é bem mais em conta, saindo aproximadamente R$2,00 um pacote grande.

O melhor a fazer é sentar com os filhos e programar tudo. E a criatividade deve fazer parte do planejamento, a fim de não comprometer o orçamento da família. As crianças devem se acostumar a viver com os padrões de vida da sua família, aceitando as condições financeiras de seus pais, o que não impossibilita de brincar e aproveitar o período de férias.

Seguem algumas sugestões de atividades menos dispendiosas:

- Passeio em clube, com um almoço simples, onde as crianças poderão se divertir intensamente;

- Almoço em restaurantes ecológicos – normalmente esses lugares têm charretes, pôneis, tirolesas, passeios em trilhas, além do contato com a natureza;

- Parques e praças públicas – com brinquedos de areia, onde a criança possa levar os apetrechos necessários para brincar e construir castelos;

- Visita a zoológico (citado anteriormente) ou aquários gigantes;

- Assistir a um espetáculo de circo;

- Locação de filme para assistir em casa com uma turma de amigos;

- Programar uma Noite de Pijama com uma turma de amigos;

- Fazer uma festa temática, à fantasia, rateando as despesas com os pais de outras crianças;

- Montar uma horta em casa – se morar em apartamento plante em vasos ou em garrafas PET, pois fica uma graça e serve como atividade terapêutica;

- Brincar de massinha caseira;

- Montar brinquedos de sucata, numa oficina de artes – para isso são necessários outros materiais como: cola, tesoura, tintas, retalhos de tecidos, revistas, jornais, botões, copinhos de iogurte, caixas e potes em tamanhos diversos, embalagens de produtos de limpeza muito bem lavados, pratinhos de papelão, etc.

- Brincar resgatando jogos e brincadeiras antigas (elástico, amarelinha, bolinha de gude, bolinha de sabão, etc.);

São várias as possibilidades de diversão no período de férias. O importante é montar um cronograma de atividades, juntamente com os filhos, conversando sobre o que é possível fazer nessa época ou não.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

BARROS, Jussara de. "Férias Escolares – Quanto Custa? "; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/educacao/ferias-escolaresquanto-custa.htm>. Acesso em 29 de marco de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA