Topo
pesquisar

Rally dos Sertões

Educação Física

O Rally dos Sertões é uma competição de estilo rali, que a princípio era exclusiva para motos. Hoje em dia, motos e carros percorrem as rotas, que variam a cada ano.
O Rally dos Sertões recebeu esse nome apenas no segundo evento
O Rally dos Sertões recebeu esse nome apenas no segundo evento
PUBLICIDADE

O Rally dos Sertões teve sua primeira edição no ano de 1991, com o nome de Rally São Francisco. A prova, organizada especialmente para motociclistas, foi idealizada pelo arquiteto Chico Moraes, com um trajeto que partia da cidade de Ribeirão Preto, no estado de São Paulo, e chegava à Maceió, estado de Alagoas.

Essa primeira experiência teve influência direta na idealização do segundo evento que, já nomeado de Rally dos Sertões, apresentou um percurso que ligava Campos do Jordão, no estado de São Paulo, à cidade de Natal, no estado do Rio Grande do Norte. O total de 3400 quilômetros foi percorrido por 34 participantes. Já em 1994, o Rally dos Sertões modificou o percurso de prova, atingindo o total de 4500 quilômetros, mas manteve a sua chegada à cidade de Natal.

O sucesso das provas anteriores fez do Rally dos Sertões uma prova internacional: tornou-se o Rally Internacional dos Sertões, contando com a participação de importantes competidores do mundo todo. Além disso, a prova realizada no ano de 1995 passou a aceitar a modalidade automobilística, aumentando ainda mais a visibilidade da competição.

Rotas:

1993: Campos do Jordão (SP), Itajubá (MG), Belo Horizonte (MG), Januária (MG), Bom Jesus da Lapa (BA), Barra (BA), Petrolina (PE), Caicó (RN), Natal (RN);

1994: São Paulo (SP), Itajubá (MG), Ouro Preto (MG), Diamantina (MG), Montes Claros (MG), Bom Jesus da Lapa (BA), Xique-Xique (BA), Petrolina (PE), Juazeiro do Norte (CE), Mossoró (RN), Natal (RN);

1995: São Paulo (SP), São José dos Campos (SP), Juiz de Fora (MG), Diamantina (MG), Taiobeiras (MG), Lençóis (BA), Petrolina (PE), Serra Talhada (PE), João Pessoa (PB), Natal (RN);

1996: São Paulo (SP), Petrópolis (RJ), Diamantina (MG), Taiobeiras (MG), Lençóis (BA), Barra (BA), São Raimundo Nonato (PI), Teresina (PI), Fortaleza (CE);

1997: São Paulo (SP), Varginha (MG), Belo Horizonte (MG), Montes Claros (MG), Alto Paraíso de Goiás (GO), Barreiras (BA), Petrolina (PE), Garanhuns (PE), Porto de Galinhas (PE), Natal (RN);

1998: São Paulo (SP), Uberlândia (MG), Goiânia (GO), Paranã (TO), Palmas (TO), Carolina (MA), Teresina (PI), Parnaíba (PI), Fortaleza (CE), Natal (RN);

1999: São Paulo (SP), Cássia (MG), Patos de Minas (MG), Brasília (DF), Gurupi (TO), Palmas (TO), Carolina (MA), Teresina (PI), Parnaíba (PI), Fortaleza (CE);

2000: São Paulo (SP), Alfenas (MG), Pirapora (MG), Unaí (MG), Alto Paraíso de Goiás (GO), Gurupi (TO), Palmas (TO), Alto Parnaíba (MA), Floriano (PI), Quixadá (CE), Fortaleza (CE);

2001: São Paulo (SP), Franca (SP), Patos de Minas (MG), Uraí (MG), Alto Paraíso de Goiás (GO), Natividade (TO), Ponte Alta do Tocantins (TO), São Félix do Jalapão (TO), Carolina (MA), Barra do Corda (MA), Teresina (PI), Quixadá (CE), Fortaleza (CE);

2002: Goiânia (GO), Pirenópolis (GO), Caldas Novas (GO), Diamantina (MG), Janaúba (MG), Bom Jesus da Lapa (BA), Xique-Xique (BA), Floriano (PI), Crateús (CE), Fortaleza (CE);

2003: Goiânia (GO), Padre Bernardo (GO), Porangatu (GO), Palmas (TO), Colinas do Tocantins (TO), Araguaína (TO), Carolina (MA), Barra do Corda (MA), Barreirinhas (MA), São Luís (MA);

2004: Goiânia (GO), Aruanã (GO), Porangatu (GO), Palmas (TO), Araguaína (TO), Imperatriz (MA), Bacabal (MA), Barreirinhas (MA), Ubajara (CE), Fortaleza (CE);

2005: Brasília (DF), Goiânia (GO), Aruanã (GO), São Félix do Araguaia (MT), Santana do Araguaia (PA), Palmas (TO), São Félix do Jalapão (TO), Natividade (TO), Cavalcante (GO), Padre Bernardo (GO);

2006: Goiânia (GO), Minaçu (GO), Palmas (TO), Alto Parnaíba (MA), Corrente (PI), Barra (BA), Seabra (BA), Brumado (BA), Cândido Sales (BA), Porto Seguro (BA);

2007: Goiânia (GO), Minaçu (GO), Palmas (TO), Alto Parnaíba (MA), São Raimundo Nonato (PI), Barra (BA), Lençóis (BA), Senhor do Bonfim (BA), Aracaju (SE), Salvador (BA);

2008: Goiânia (GO), Santa Helena/Rio Verde (GO), Aruanã (GO), Niquelândia (GO), Porangatu (GO), Paranã (TO), Palmas (TO), Balsas (MA), Floriano (PI), Cratéus (CE), Mossoró (RN), Natal (RN).


Por Paula Rondinelli
Colaboradora Brasil Escola
Graduada em Educação Física pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP
Mestre em Ciências da Motricidade pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP
Doutoranda em Integração da América Latina pela Universidade de São Paulo - USP

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RONDINELLI, Paula. "Rally dos Sertões"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/educacao-fisica/rally-sertoes.htm>. Acesso em 23 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA