Topo
pesquisar

Gastrite

Doenças e patologias

O estômago é o órgão do sistema digestivo responsável pela esterilização e digestão dos alimentos. A infecção em sua mucosa é chamada de gastrite, que pode ser de dois tipos.
PUBLICIDADE

O estômago é um dos órgãos que compõem o sistema digestivo. Quando nos alimentamos, todo o alimento, depois de mastigado na boca, vai para o estômago, onde é feita a digestão. No estômago encontramos células que produzem enzimas e outras que produzem o ácido clorídrico. Revestindo o estômago, temos uma mucosa que o protege da ação desse ácido, e a gastrite nada mais é do que inflamação dessa mucosa de revestimento.

Existem dois tipos de gastrite: a gastrite aguda e a gastrite crônica.

A gastrite aguda é uma inflamação passageira. Quando não tratada pode evoluir para a gastrite crônica. Pode causar sangramentos pela boca (hematêmese) ou pelo reto (melena). As causas da gastrite aguda são: uso de medicamentos (ácido acetilsalicílico, corticoides, alguns anti-inflamatórios), estresse físico e psíquico; bebida alcoólica; ingestão acidental ou suicida de substâncias ácidas corrosivas.

Alguns casos podem apresentar hemorragias graves como em pessoas com traumatismo craniano, em pacientes com queimaduras em diversas partes do corpo, estresse pela longa permanência em UTIs ou em pacientes com infecção generalizada.

Na gastrite crônica, a bactéria Helicobacter pylori por vezes é a causadora da infecção. Por viver muito bem em ambientes ácidos, a Helicobacter pylori pode levar à destruição da mucosa que reveste e protege a parede do estômago, caracterizando a gastrite.

Na mucosa do estômago há varias células que são responsáveis pela produção de enzimas e de ácido gástrico. Com a destruição da mucosa pela Helicobacter pylori, ocorre uma diminuição dessas células e, consequentemente, uma diminuição na produção de ácido gástrico e de enzimas, dificultando a esterilização dos alimentos ingeridos e sua digestão.

Os sintomas da gastrite são queimação, dor abdominal, perda do apetite, náuseas, vômitos, sensação de saciedade, sangramento digestivo. Pode ocorrer deficiência na absorção de alguns elementos e de vitaminas, causando fraqueza e diarreia.

Quando diagnosticado o tipo de gastrite, o médico iniciará o tratamento. Se o diagnóstico apontar gastrite aguda, o médico poderá suspender o remédio que está causando a dor, e acrescentar um medicamento que neutralize, iniba ou bloqueie a secreção ácida do estômago.

Quando a gastrite é crônica, o médico, a partir da endoscopia, pode fazer tratamentos locais ou até mesmo receitar antibióticos para erradicação da bactéria Helicobacter pylori.

Para evitar o aparecimento de gastrites, é bom que a pessoa evite a ingestão de medicamentos que irritam as paredes do estômago, como anti-inflamatórios e aspirinas, evitar o consumo de sais de fruta e antiácidos que só servem para a indigestão. Bebidas alcóolicas e tabagismo podem piorar a gastrite.

Recomendamos que você não se automedique e que, a qualquer sensação de desconforto estomacal, procure um especialista.


Paula Louredo
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

MORAES, Paula Louredo. "Gastrite"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/doencas/gastrite.htm>. Acesso em 28 de agosto de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA