Topo
pesquisar

Anorexia

Doenças e patologias

PUBLICIDADE

A anorexia nervosa é um distúrbio alimentar relacionado à insatisfação exagerada com o peso corporal. Achando-se sempre acima do ideal, a pessoa acometida procura obsessivamente por um suposto emagrecimento. Assim, tende a jejuar, forçar vômitos, fazer exercícios físicos em frequência e intensidade exagerados, e tomar laxantes e diuréticos; mesmo se apresentando extremamente magro.

As causas deste distúrbio estão relacionadas à soma de fatores como pré-disposição genética, alterações nas concentrações de serotonina e noradrenalina, e a própria imposição de um padrão estético magro como sendo sinônimo único de beleza. Acometendo principalmente mulheres (0,5 a 1,0% delas), os índices de homens com este distúrbio vêm aumentando nos últimos tempos.

Com o tempo, problemas como desidratação, anemia, hipoglicemia, insuficiência renal, atrofia muscular, descompasso cardíaco, perda de massa óssea, maior suscetibilidade a infecções, dentre outros, podem ocorrer; aumentando as chances de morte por parada cardíaca e choque hipovolêmico. Devido aos problemas psicológicos que pode desencadear (ou se acentuar), tal como depressão, não são raros os casos de pacientes anoréxicos que acabam por interromper intencionalmente suas vidas.

Como raramente a pessoa anoréxica admite ter problemas, devemos estar atentos caso observemos, entre um dos nossos, comportamentos como perda rápida e exagerada de peso, sem motivos justificáveis; olhos fundos; perda de cabelos; preocupação extrema com o valor das calorias dos alimentos; medo excessivo de engordar; comportamentos depressivos; intolerância ao frio e recusa em participar de refeições familiares. Diante destes fatores, é necessário que a pessoa se consulte com um psiquiatra, a fim de diagnosticar a doença.

Sendo a anorexia identificada, o tratamento deve ser realizado por equipe multidisciplinar, como psiquiatra, psicólogo e nutricionista, visando à recuperação gradativa do peso corporal e o equilíbrio emocional. Pode ser necessário o uso de remédios específicos, como antidepressivos. Mesmo após a melhora, o indivíduo deve permanecer em acompanhamento.

Considerando todos os transtornos causados por esta síndrome, e o fato de que seu tratamento é lento, a prevenção é a melhor arma. Quanto a isso, sabe-se que as chances de um indivíduo desenvolver anorexia são bem reduzidas quando este, desde criança, é estimulado a se alimentar de forma saudável e exercer atividades físicas regularmente.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia
Equipe Brasil Escola

Doenças Psicológicas - Doenças - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Anorexia"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/doencas/anorexia.htm>. Acesso em 30 de abril de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA