Topo
pesquisar

Torre de Pisa

Curiosidades

A história e as reformas de um dos mais importantes patrimônios de toda a Itália
A história e as reformas de um dos mais importantes patrimônios de toda a Itália
PUBLICIDADE

Famosa por abrigar monumentos que celebram a engenhosidade e a beleza de sua arquitetura, a Itália, ironicamente, tem entre seus maiores monumentos a famosa e inclinada Torre de Pisa. Construída entre os anos de 1173 e 1370 e contando com 55 metros de altura, essa obra tinha como função original abrigar o sino da catedral da cidade de Pisa. No entanto, a percepção de que seus primeiros andares ficaram tortos acabou estabelecendo uma fama que passa longe da função litúrgica do monumento.

Desde que a obra foi concluída, estabeleceram diversas tentativas de explicação para que um erro tão grosseiro acabasse interferindo no desenho do edifício. Uma primeira explicação diz que a inclinação seria uma homenagem feita a William de Innsbruck, um dos possíveis projetistas da torre que possuía uma corcunda nas costas. Outras histórias dizem que a forma é resultado de um protesto feito pelos trabalhadores que recebiam baixos salários.

Já os especialistas em geografia e geologia dizem que a deformidade de Pisa aconteceu em virtude da baixa compactação do solo em que a obra foi realizada. Com isso, a instabilidade do solo acabou deixando-a torta. Assim que o erro foi descoberto, ainda na construção dos três primeiros andares, os construtores tentaram endireitar a coluna com a construção de andares mais amplos do lado mais baixo. Ao final de tudo, a solução proposta só fez com que a inclinação ficasse ainda pior.

No ano de 1838, uma obra de restauração acabou atingindo um lençol freático e inundou toda a base da Torre de Pisa. Quase um século depois, o ditador, Benito Mussolini, ordenou que aplicações de cimento fossem postas junto ao alicerce, entretanto, o monumento acabou torto do mesmo jeito. Na medida em que as técnicas de construção avançaram, ficava mais evidente que o endireitamento da Torre de Pisa era imprescindível à sobrevivência do belo monumento.

Na década de 1990, uma grande reforma foi realizada para que este, considerado um dos mais importantes patrimônios de todo o planeta, não acabasse indo ao chão. A primeira etapa dessa ação envolveu o apresamento de cabos de aço ao redor da torre. Com uma distância de quase um quarteirão, esses cabos eram ligados a um grande contrapeso que conferia estabilidade à torre enquanto ela era reparada. Além disso, várias placas de chumbo foram colocadas na parte oposta da inclinação.

Superada essa fase, poderosas brocas foram usadas para retirar várias toneladas de terra da parte mais alta da base. A extração de toda essa terra criou um grande espaço vazio na região oposta da inclinação. Na medida em que os cabos foram soltos e os pesos retirados, o próprio peso da Torre de Pisa realizou uma reacomodação que diminuiu o aspecto inclinado em meio grau. Desde o final de 2001, as visitas foram novamente liberadas para aqueles que sonham adentrar essa maravilha arquitetônica do Velho Mundo.

Por Rainer Sousa
Mestre em História
Equipe Brasil Escola

 

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SOUSA, Rainer Gonçalves. "Torre de Pisa"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/torre-pisa.htm>. Acesso em 12 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA