Topo
pesquisar

Por que as pessoas se ruborizam?

Curiosidades

A ruborização por vergonha
A ruborização por vergonha
PUBLICIDADE

É muito comum, em uma situação de constrangimento, uma pessoa ficar envergonhada e sentir o rosto esquentar e ficar vermelho, especialmente na região das bochechas.

A ruborização, como é chamada essa vermelhidão por constrangimento, é comandada pelo sistema nervoso simpático. É uma reação involuntária, ou seja, não há como induzi-la, só ocorre em situações nas quais a pessoa se sente constrangida ou envergonhada.

Quando ocorre uma situação constrangedora o organismo do indivíduo libera adrenalina, hormônio que age como um estimulante natural, gerando uma gama de efeitos, entre eles o da ruborização. A adrenalina quando acionada acelera a respiração e o batimento cardíaco, além de dilatar as pupilas, retarda o processo digestivo de modo que a energia seja direcionada para os seus músculos. Esse conjunto de efeitos são os que geram o choque que o indivíduo sente quando constrangido.

Esse hormônio também faz com que os vasos sangüíneos dilatem com finalidade de favorecer o fluxo de sangue e o transporte de oxigênio, resultando na ruborização.

Há um sinal do transmissor químico adenilato ciclase que dá o comando às veias da face para permitirem que a adrenalina “trabalhe”, isto é, fazem com que as veias se dilatem permitindo o fluxo de mais sangue do que o usual, deixando a face com um tom avermelhado de vergonha.

Normalmente os vasos sangüíneos superficiais da derme são responsivos à adrenalina, mas as veias não são, como, por exemplo, em outras regiões do corpo as veias não reagem quando a adrenalina é liberada. Há outras circunstâncias em que as bochechas ficam coradas como, ingerir bebidas alcoólicas, mas a ruborização desencadeada pela adrenalina é provocada unicamente pelo constrangimento.

Existe um método cirúrgico chamado de Simptectomia Endotorácica que limita a ruborização da face do indivíduo.

Por Eliene Percília
Equipe Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

PERCíLIA, Eliene. "Por que as pessoas se ruborizam?"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/por-que-as-pessoas-se-ruborizam.htm>. Acesso em 22 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA