Topo
pesquisar

Dinheiro sujo

Curiosidades

Em cada nota existem cerca de 247,25 micróbios por centímetro quadrado
Em cada nota existem cerca de 247,25 micróbios por centímetro quadrado
PUBLICIDADE

Quantas pessoas compram alguma guloseima e a comem na mesma hora? Mal sabem que ao ingerir o alimento estão ingerindo também vários tipos de bactérias e fungos presentes nas cédulas do dinheiro utilizado para comprar o alimento, podendo inclusive causar sérios problemas para a saúde, como a septicemia, que é uma infecção generalizada.

Pesquisas recentes afirmam que em uma nota de R$ 1, existem cerca de 247,25 micróbios por centímetro quadrado. Desses micróbios, 42% são do tipo estafilococo, uma bactéria que pode causar inflamações nos ouvidos e intoxicação alimentar.

É preciso lavar as mãos antes de ingerir qualquer alimento. Para os especialistas, não adianta lavar as mãos por 20 ou 30 segundos, nem com o uso apenas de água. Embora não pareça muito prático, o ideal é esfregar as mãos com sabão durante 1 minuto. Em alguns casos especiais aconselha-se lavar as mãos com álcool durante 3 minutos.

Algumas maneiras que podem reduzir a quantidade de bactérias presentes no dinheiro:

- preferir notas plásticas, já que estas possuem uma contaminação menor que as notas de papel;
- evitar que o dinheiro caia no chão;
- aumentar a freqüência da substituição do dinheiro em circulação.

Curiosidades - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

DANTAS, Tiago. "Dinheiro sujo"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/curiosidades/dinheiro-sujo.htm>. Acesso em 16 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA