Topo
pesquisar

Teia alimentar

Biologia

A teia alimentar pode ser definida como a interação existente entre várias cadeias alimentares diferentes de um determinado ecossistema.
Na natureza, um ser vivo sempre serve de alimento para outro
Na natureza, um ser vivo sempre serve de alimento para outro
PUBLICIDADE

As cadeias alimentares, também chamadas de cadeias tróficas, podem ser definidas como uma sequência linear de organismos em que um serve de alimento para o outro. Entretanto, um organismo não está presente em apenas uma cadeia alimentar, pois, em um ecossistema, as várias cadeias existentes conectam-se. As cadeias alimentares conectadas em determinado ecossistema são chamadas de teia alimentar.

Na teia alimentar, assim como na cadeia alimentar, podemos agrupar os organismos em diferentes níveis tróficos, ou seja, podemos agrupar os seres que possuem os hábitos alimentares semelhantes. Os organismos podem ser classificados, portanto, em:

Produtores: São os seres autótrofos, ou seja, que são capazes de produzir seu próprio alimento. Eles representam sempre o primeiro nível trófico de uma cadeia ou teia alimentar. Nesse grupo, temos as plantas, algas e algumas bactérias.

Consumidores: São organismos heterotróficos que se alimentam de outros seres vivos. Um animal herbívoro que se alimenta de um produtor é um exemplo de consumidor, assim como o animal que se alimenta desse herbívoro.

Os consumidores podem ser classificados em primários, secundários, terciários e assim sucessivamente. Os primários são aqueles que se alimentam dos produtores; os secundários são aqueles que se alimentam dos primários; os terciários são aqueles que se alimentam dos secundários e assim por diante.

Decompositores: São organismos heterotróficos que realizam o processo de decomposição e atuam sobre todos os seres vivos. Como exemplo de decompositores, podemos citar os fungos e bactérias.

Observe que uma teia alimentar é mais complexa que uma cadeia
Observe que uma teia alimentar é mais complexa que uma cadeia

Em uma teia alimentar, diferentemente da cadeia alimentar, que se apresenta linear, um mesmo organismo pode ocupar diferentes níveis tróficos. No esquema acima, por exemplo, a cobra pode ser consumidora secundária ou terciária. Quando ela se alimenta do coelho, que é um consumidor primário porque se alimentou das folhas, ela é classificada como consumidora secundária; mas quando ela se alimenta do sapo, exerce um papel de consumidora terciária no ecossistema, pois o sapo alimentou-se de insetos, que são consumidores primários.

A teia alimentar representa mais fielmente um ecossistema, pois demonstra as redes formadas por diferentes cadeias de maneira simultânea. Quando analisamos apenas uma cadeia alimentar, estamos verificando apenas uma porção das diversas interações alimentares existentes.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Teia alimentar"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/teia-alimentar.htm>. Acesso em 24 de setembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA