Topo
pesquisar

Quimo e quilo

Biologia

Durante o processo de digestão, o quimo e o quilo são formados pela ação de várias enzimas presentes no estômago e no intestino delgado.
PUBLICIDADE

O processo de digestão acontece com a finalidade de retirar dos alimentos os nutrientes necessários para suprir as necessidades metabólicas do organismo. Nesse processo, os alimentos sofrem diversas modificações devido à ação de várias enzimas ao longo do sistema digestório. O quimo e o quilo, por exemplo, são produtos da digestão formados, respectivamente, no estômago e no intestino delgado.

→ Quimo

O quimo é o produto formado após a digestão do alimento no estômago. O alimento, mais corretamente chamado nessa fase de bolo alimentar, chega ao estômago pelo esôfago. Nesse momento, o alimento já sofreu a ação da saliva e da digestão mecânica realizada pelos dentes.

No estômago, o bolo alimentar sofre a ação do suco gástrico. Essa substância, produzida por células do estômago, apresenta, principalmente, a enzima digestiva chamada de pepsina, que quebra as ligações peptídicas das proteínas. Além dessa enzima, existe ainda a presença de ácido clorídrico no suco gástrico, um ácido que, além de ter uma função antisséptica, garante a ação da pepsina.

Após sofrer a digestão no estômago, o bolo alimentar torna-se uma massa consistente: o quimo. Esse produto de pH ácido segue, então, para o intestino delgado, onde passa por novas transformações.

→ Quilo

Quando chega ao intestino delgado, o quimo sofre a ação de diferentes substâncias, como o suco entérico, suco pancreático e a bile. Todos esses produtos alteram as propriedades do quimo, que passa a receber o nome de quilo nessa fase.

O suco entérico é uma secreção composta por várias enzimas produzidas pelas células da mucosa intestinal. Entre essas enzimas, podemos citar a carboxipeptidase, aminopeptidase, dipeptidase, maltase, sacarase e lactase. A função principal do suco entérico é finalizar a digestão de proteínas e glicídios.

Secretado no intestino delgado, o suco pancreático é produzido pelo pâncreas. Esse suco é composto por bicarbonato de sódio, que modifica o pH do quimo, neutralizando sua acidez. Essa modificação de pH facilita também a ação de enzimas. Além do bicarbonato, o suco pancreático possui enzimas como a quimiotripsina, tripsina, amilopsina, RNAase, DNAase e lipase.

Além dos sucos, outra substância importante na digestão é a bile. De coloração esverdeada, ela é produzida pelo fígado e atua na digestão de gorduras. A bile não apresenta enzimas, porém, ao emulsificar as gorduras, aumenta a área de superfície delas, o que facilita a ação das lipases.

Após sofrer as modificações no intestino delgado, o quimo torna-se quilo. Nesse ponto, inicia-se o processo de absorção de nutrientes pelo intestino delgado.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Quimo e quilo"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/quimo-quilo.htm>. Acesso em 27 de julho de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA