Topo
pesquisar

Pele

Biologia

A pele é formada por duas camadas: a epiderme e a derme.
PUBLICIDADE

A pele é o maior órgão do corpo humano, recobrindo cerca de 7500 cm2 de um indivíduo adulto. Esse órgão protege nosso corpo contra atrito, patógenos, perda excessiva de água e atua em sua termorregulação. Além disso, contém receptores que permitem a percepção de dor, tato, temperatura e pressão.

A pele apresenta uma estrutura com duas camadas distintas, a epiderme e a derme.

A epiderme é a camada mais externa, sendo formada por tecido epitelial. A epiderme é formada por cinco camadas: estrato córneo, estrato lúcido, estrato granuloso, estrato espinhoso e estrato germinativo.

A camada mais externa é o extrato córneo, que é constituído por células mortas ricas em queratina. Suas células são muito achatadas, lembrando escamas. Essa camada funciona como uma barreira contra patógenos e agentes químicos. Sua espessura pode variar, sendo maior nas mãos e pés, que são partes que sofrem com o atrito e peso. O extrato córneo encontra-se em constante descamação.

O estrato lúcido encontra-se abaixo do extrato córneo, entretanto, só é possível visualizá-lo em locais onde a pele é mais grossa. Suas células são mortas, transparentes, achatadas e anucleadas.

No estrato granuloso, as células são achatadas e apresentam grânulos de querato-hialina. As terminações nervosas chegam até esse estrato.

O estrato espinhoso apresenta células ligadas através de desmossomos, conferindo assim resistência ao tecido e um aspecto espinhoso.

O estrato germinativo, também chamado de camada basal, contém as células-tronco da epiderme e é a sua camada mais profunda. Esse estrato forma as células que darão origem a todas as camadas mais superiores. As células formadas nesse estrato vão sendo “empurradas” para as camadas mais superiores, sofrendo modificações morfológicas e nucleares.

É nesse estrato que estão contidos os melanócitos, células responsáveis pela produção da melanina. A melanina é responsável pela diferença de cor entre as pessoas. Uma pessoa de pele negra possui mais melanócitos ativos que uma pessoa de pele branca.

Após a epiderme, encontramos a derme. Ela é formada por tecido conjuntivo e nela estão localizados os nervos, vasos sanguíneos e linfáticos, folículos pilosos e as glândulas sudoríparas. A derme também pode ser dividida em camadas: a camada papilar e a camada reticular. A camada papilar, camada logo abaixo da epiderme, possui projeções que se encaixam na epiderme. A camada reticular é a camada mais espessa e é constituída por tecido conjuntivo mais denso.

Abaixo da derme, encontramos o tecido subcutâneo, conhecido também como tecido adiposo subcutâneo. Esse tecido não faz parte da pele, mas representa a região de união da pele com outros órgãos.

Algumas estruturas são associadas à pele: pelos, unhas, glândulas sebáceas e sudoríparas. Os pelos são estruturas compostas por três partes: a cutícula (camada mais externa), o córtex (células alongadas com pigmentos) e a medula (apenas em pelos mais grossos). Eles crescem em estruturas denominadas folículos pilosos. As unhas são compostas por células bastante compactadas e ricas em queratina dura. As glândulas sebáceas são responsáveis por liberar uma substância oleosa e geralmente estão localizadas nos folículos pilosos. As glândulas sudoríparas são glândulas tubulares que eliminam suor e estão localizadas em todo o corpo (exceto lábios e glande do pênis).


Por Vanessa dos Santos
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha Dos. "Pele"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/pele.htm>. Acesso em 25 de maio de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA