Topo
pesquisar

Mutualismo

Biologia

PUBLICIDADE

Mutualismo ou simbiose é uma interação ecológica interespecífica harmônica obrigatória na qual há vantagens recíprocas para as espécies que se relacionam.

Essa associação é permanente, causando dependência, ou seja, indispensável à sobrevivência das partes, que não podem viver separadas.

Entre as situações mais comuns envolvendo o benefício mútuo mantidos por organismos tanto animais quanto vegetais, estão:

• A relação simbiótica entre espécies de cupins de madeira e protozoários (triconinfa), que somente sobrevivem no interior do tubo digestivo destes animais. Essa associação ocorre em razão da não digestão da celulose por estes insetos, necessitando da capacidade metabólica dos micro-organismos referidos, providos de enzimas (celulose) atuantes na degradação específica deste carboidrato, suprindo assim a precisão nutricional dos cupins.

• A relação mutualistica dos liquens, onde os fungos realizam a absorção e as algas se encarregam pela fotossíntese.

• Associação simbiótica de fungos às raízes dos vegetais (chamadas micorrizas), onde um facilita a absorção de água e sais minerais (hifas fúngicas), enquanto a planta fornece substâncias sintetizadas pelas células que recepcionam as hifas.

Por Krukemberghe Fonseca
Ggraduado em Biologia
Equipe Brasil Escola

Ecologia - BiologiaBrasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIBEIRO, Krukemberghe Divino Kirk Da Fonseca. "Mutualismo"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/mutualismo.htm>. Acesso em 24 de setembro de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA