Topo
pesquisar

Mesentério

Biologia

O mesentério é uma estrutura contínua que garante a posição adequada dos intestinos no corpo, além de proporcionar a nutrição e a inervação desses órgãos.
O mesentério prende as alças intestinais à parede da cavidade abdominal
O mesentério prende as alças intestinais à parede da cavidade abdominal
PUBLICIDADE

Em 2016, uma notícia sobre a reclassificação de uma estrutura do corpo humano tomou os noticiários do mundo inteiro. O mesentério, uma estrutura conhecida apenas por sua função de sustentação do intestino, passou a ser considerado um órgão após um estudo realizado por J. Calvin Coffey e D. Peter O’Leary e publicado na The Lancet Gastroenterology & Hepatology.

Como o mesentério era descrito antes do estudo publicado na The Lancet Gastroenterology & Hepatology?

O mesentério era tradicionalmente descrito como uma membrana delgada de tecido conjuntivo revestida por mesotélio em ambos os lados. Essa membrana é rica em fibras, especialmente fibras colágenas, possuindo também vasos e nervos. Por ser semitransparente, pode ser analisado no microscópio de luz sem a necessidade da realização de cortes.

A função do mesentério é suportar os intestinos, garantindo que fiquem em posição adequada. Isso é possível porque o mesentério prende as alças intestinais à parede da cavidade abdominal. Em razão da presença de fibras elásticas, o mesentério garante que o intestino permaneça conectado ao corpo, mas sem perder sua movimentação, podendo relaxar-se ou se contrair por toda sua extensão. Além de manter o intestino no local adequado, o mesentério nutre e inerva o órgão.

O que mudou após a publicação?

O trabalho realizado por J. Calvin Coffey e D. Peter O’Leary, intitulado The mesentery: structure, function, and role in disease” e publicado em 2016, determinou que o mesentério deve ser tratado como um órgão. Essa ideia é sustentada pelo fato de que o mesentério é uma estrutura contínua, e não fragmentada como se acreditava até o momento. O mesentério está presente em todo o comprimento do intestino delgado e grosso.

As funções desse “novo” órgão do corpo humano, infelizmente, ainda não foram bem esclarecidas, além, é claro, das tradicionalmente conhecidas, como as de sustentação, nutrição e inervação. Assim sendo, é importante avaliar melhor essa estrutura como um órgão, uma vez que sua posição sugere que possa haver ligação do mesentério com doenças como câncer colorretal, doença inflamatória intestinal e doença de Crohn. Entendendo o órgão, portanto, compreende-se melhor algumas doenças e como alterações em sua estrutura podem afetar o funcionamento do corpo. Além disso, facilita-se a criação de novos procedimentos menos invasivos para o tratamento de problemas do aparelho digestivo.

Clique aqui e acesse o trabalho de J. Calvin Coffey e D. Peter O’Leary.


Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Mesentério"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/mesenterio.htm>. Acesso em 18 de outubro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA