Topo
pesquisar

Macroevolução

Biologia

A macroevolução, diferentemente da microevolução, relaciona-se com a evolução que ocorre em um nível acima de espécie.
A macroevolução estuda a evolução em uma escala maior, como a origem dos répteis
A macroevolução estuda a evolução em uma escala maior, como a origem dos répteis
PUBLICIDADE

O termo macroevolução foi proposto, em 1940, por Richard Goldschmidt e refere-se a uma evolução que ocorre acima do nível de espécie. Esse processo seria o responsável por transformações que deram origem a grupos, tais como répteis e mamíferos, e que extinguiram outros.

A macroevolução, diferentemente da microevolução, é o processo de evolução em larga escala. Enquanto os microevolucionistas trabalham com mudanças em uma determinada população, que de maneira geral ocorrem em curtos períodos de tempo, os macroevolucionistas estudam mudanças grandes que se relacionam com a origem de grandes grupos sistemáticos.

Os macroevolucionistas utilizam como fonte de estudo o registro fóssil e analisam as mudanças morfológicas que ocorreram nos grupos. Na macroevolução, admite-se que mudanças de grandes proporções podem ocorrer de maneira rápida durante um processo de especiação. Os padrões que resultam na macroevolução são basicamente dois: o equilíbrio pontuado e a seleção de espécies.

O equilíbrio pontuado é uma teoria em que se admite que uma linhagem fica por um grande período de tempo sem que haja nenhuma mudança morfológica significativa (estase) e que, de tempos em tempos, ocorrem rápidos períodos de mudanças que podem estar associados com a especiação. Essa teoria é reforçada por análise de registro fóssil em que diversas espécies novas surgem de forma abrupta.

Já a seleção de espécies é um processo em que ocorre uma mudança evolutiva em decorrência da sobrevivência e surgimento de novas espécies. Isso pode ser observado, por exemplo, nos processos de extinção em massa em que grupos inteiros entraram em extinção e outros não, mostrando, assim, que houve uma seleção de espécies.

Aparentemente, a macroevolução e a microevolução são complementares, uma vez que é necessária a análise das duas para compreender os processos evolutivos. Além disso, muitos pesquisadores afirmam que a macroevolução só acontece em face dos eventos microevolutivos, sendo que a macroevolução é frequentemente considerada um conjunto de eventos microevolutivos. Segundo alguns autores, eventos como mutação e seleção natural podem ser capazes de gerar mudanças grandes se forem observados em períodos maiores de tempo.

Apesar dos grandes avanços nos estudos da paleontologia e biologia, ainda hoje faltam respostas a respeito da macroevolução. Sendo assim, muitos estudos ainda devem ser feitos para resolver esses problemas da biologia evolutiva.


​Por Ma. Vanessa dos Santos

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "Macroevolução "; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/macroevolucao.htm>. Acesso em 12 de dezembro de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA