Topo
pesquisar

Digestão dos Ruminantes

Biologia

PUBLICIDADE

A digestão dos ruminantes ocorre por um mecanismo particular, diferenciado dos demais animais. Os ruminantes se alimentam basicamente de vegetais (folhagem), portanto são considerados herbívoros (consumidores de primeira ordem).

Ao longo do aparelho digestivo, coexistem bactérias e protozoários que processam a digestão química da celulose, o polissacarídeo responsável pela estruturação da parede celulósica das células vegetais, conferindo maior aproveitamento energético aos ruminantes.

Os órgãos envolvidos neste processo digestivo realizam a digestão mecânica, proporcionando a fragmentação dos alimentos ingeridos, inicialmente por meio da mastigação efetivada na cavidade bucal, apresentando dentição heterodonte. Em seguida o alimento é conduzido até o rúmen (ou pança) por intermédio do esôfago.

Após o processamento do alimento no rúmen, o bolo alimentar formado é transportado até o próximo compartimento denominado por retículo (ou barrete), o qual se comunica com outra cavidade, o omaso (ou folhoso) e deste em direção ao abomaso (ou coagulador).

Portanto, toda a extensão do aparelho digestório desses animais é formada por um conjunto contendo 4 cavidades, assim caracterizada: rúmen, retículo, omaso e abomaso, e funcionamento subdividido em duas etapas.

Na primeira etapa o alimento é mastigado e enviado para o rúmen e o retículo. Na segunda, o bolo alimentar regurgitado retorna à boca através de contrações similares às que provocam o vômito, sendo novamente mastigado e posteriormente deglutido em direção ao omaso e abomaso.

Exemplos de mamíferos ruminantes: carneiros, bovinos e girafa.

Por Krukemberghe Fonseca
Graduado em Biologia
Equipe Brasil Escola

Fisiologia - Biologia - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

RIBEIRO, Krukemberghe Divino Kirk Da Fonseca. "Digestão dos Ruminantes"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/digestao-dos-ruminantes.htm>. Acesso em 28 de agosto de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA