Topo
pesquisar

Carqueja (Baccharis trimera)

Biologia

A carqueja é utilizada para problemas de má-digestão
A carqueja é utilizada para problemas de má-digestão
PUBLICIDADE

A carqueja, Baccharis trimera, é também conhecida pelos nomes: três-espigas, bacanta, cacaia, cacália, amarga, condamina, iguape, tiririca-de-balaio, vassoura, dentre outros. Ela pertence à família Asteraceae.

Com ciclo de aproximadamente dois anos, é encontrada em regiões tropicais da América Latina. É arbustiva, mas pode atingir até dois metros de altura.

Desenvolve-se melhor em locais úmidos e com luz solar direta, mas é frequentemente encontrada em locais mais extremos, como locais secos e pedregosos. Reproduz-se por meio de sementes ou mudas feitas a partir dos ramos da planta adulta.

Possui em sua composição lactonas, flavonoides, pectinas, vitaminas e óleos essenciais. É utilizada para tratar de problemas do fígado e estômago, além de gripe, diarreia, anemia e cálculos renais. Elimina vermes e é eficaz para controle da diabetes, reumatismo, gota, hanseníase, chagas, asma, hipertensão e obesidade. Tem poder diurético e depurativo.

Para tratamento, geralmente é requerido o chá de suas hastes, na proporção de 20 gramas para cada litro de água. Cinco xícaras diárias são suficientes. Compressas e gargarejos também podem ser feitos em casos de inflamações localizadas ou de garganta.

O uso é contraindicado para grávidas, lactantes, crianças e portadores de hipoglicemia e pressão baixa, sem orientação médica.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Carqueja (Baccharis trimera)"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/carqueja.htm>. Acesso em 21 de janeiro de 2018.

Teste seus conhecimentos
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA