Topo
pesquisar

Asquelmintos

Biologia

PUBLICIDADE

O antigo filo dos asquelmintos corresponde, atualmente, a um conjunto heterogêneo de pelo menos oito filos, sendo o Nematoda o mais representativo - por tal motivo, muitas vezes são considerados termos sinônimos. Rotifera, Gastrotricha, Nematomorpha, Kinorhyncha, Loricifera, Tardigrada e Acanthocephala são os outros sete que, no passado, eram considerados classes do Filo Aschelminthes.

Esses indivíduos têm em comum a simetria bilateral, ausência de cefalização, triblastia, protostomia e corpo alongado e cilíndrico, sem segmentação. A excreção é feita pelo canal excretor e o sistema digestório é completo (com boca, intestino reto e ânus). Possuem anel nervoso que circunda a faringe, os sistemas respiratórios e cardiovasculares estão ausentes. Em razão dessas características, o transporte de gases respiratórios e nutrientes é feito pelo líquido pseudocelomático, quando o indivíduo possui o pseudoceloma. Cutícula e locomoção por meio de movimentos musculares são características que podem estar presentes.

A maioria é dioica e tem tamanho que raramente ultrapassa 1 cm. Geralmente, a fecundação é interna, com liberação de ovos e posterior desenvolvimento de larvas (indireto) antes de o indivíduo se tornar adulto. Muitos são de vida livre, sendo encontrados em ambientes terrestres, ou de água doce ou salgada. Existem, ainda, diversas espécies parasitas, como as causadoras da ascaridíase, oxiurose, dermatite serpiginosa (bicho geográfico), ancilostomose e filariose.

Por Mariana Araguaia
Graduada em Biologia

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

ARAGUAIA, Mariana. "Asquelmintos"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/biologia/asquelmintos2.htm>. Acesso em 29 de agosto de 2016.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA