Topo
pesquisar

Considerações gerais sobre as Mudanças Ortográficas

Acordo Ortográfico

As mudanças ortográficas ocorridas na língua portuguesa atingiram mais os portugueses do que os brasileiros.
PUBLICIDADE

Depois de muito chorar após a notícia das mudanças ortográficas, os brasileiros podem confortar-se diante do fato de que nossos irmãos de língua, os portugueses, estão passando por agruras ou “agrrrurash” muito maiores.

Como assim: nos contentar porque nossos ex-compatriotas estão em problemas não é falta de cordialismo e solidariedade? Bom, nesta situação, está mais para não reclamar do seu problema antes de olhar a condição da pessoa do seu lado ou, neste caso, da do outro lado do oceano. Isso sim, seria falta de compaixão!

Bom, vejamos, além da eliminação do “h” nas palavras “húmido” e “herva”, os lusófonos deverão desaparecer com o “c” e “p” mudos, ou seja, não pronunciados nas palavras. Sim, os que nunca se pronunciam não tem vez nem no idioma!

Assim, a acção de mudar vai ter que ser colectiva, mas creio que não menos aflicta, pois nem toda mudança é assim tão exacta e imediata! Então, creio que nossos irmãos portugueses vão, primeiramente, baptizar as novas regras e, depois, torcer para que os directores de toda essa agitação não mudem mais nada!

Nessas circunstâncias, sobrou para Portugal!

Por Sabrina Vilarinho
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola

Acordo Ortográfico - Gramática - Brasil Escola

Gostaria de fazer a referência deste texto em um trabalho escolar ou acadêmico? Veja:

VILARINHO, Sabrina. "Considerações gerais sobre as Mudanças Ortográficas"; Brasil Escola. Disponível em <http://brasilescola.uol.com.br/acordo-ortografico/consideracoes-gerais.htm>. Acesso em 24 de julho de 2017.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • SIGA O BRASIL ESCOLA